BLOG

Quando a queda de cabelo é considerada calvície?

Queda de cabelo

Quando a queda de cabelo é considerada calvície?

Existem vários fatores que podem levar à queda exagerada de cabelo, como doenças autoimunes, processos inflamatórios, uso de alguns tipos de medicações, carências nutricionais e até fatores emocionais.

O motivo principal, porém, são os fatores genéticos e hormonais, que levam ao tipo de queda conhecida como calvície ou alopecia androgenética.

Mas como descobrir quando a queda de cabelo é considerada calvície?

Ao contrário de outras causas, a perda de cabelo provocada pela calvície possui algumas características, como o afinamento dos fios, o local na cabeça onde ocorrem as maiores perdas, além do caráter contínuo e progressivo da queda.

Neste artigo você vai entender melhor como identificar se a sua perda de cabelo se deve à calvície genética e o que fazer se esse for o seu caso.

Minha queda de cabelo é considerada calvície?

Antes de tudo, é preciso lembrar que apenas o(a) dermatologista vai poder avaliar e determinar se o seu tipo de queda realmente se trata de calvície. No entanto, alguns sinais podem ser indícios bastante fortes de que você está apresentando perda de cabelo de origem genética. Confira:

Histórico familiar

Um primeiro indício a se avaliar é se você possui pessoas na família com calvície, pois pessoas com parentes próximos que ficaram calvos têm uma chance maior de também apresentarem o problema.

Época em que se inicia

Outra característica da calvície genética é a época em que os primeiros sinais aparecem.

Em geral, nos homens o início se dá no final da adolescência e início da idade adulta (em torno dos 25 anos).

nas mulheres, apesar de poder ocorrer também nessa época, o momento mais frequente costuma ser no período do climatério e menopausa, por conta das alterações hormonais.

Miniaturização dos fios

Além disso, outro sinal indicativo da alopecia androgenética é o padrão de afinamento dos fios, antes da queda. Em geral, antes de caírem os fios passam pelo processo chamado miniaturização, que é a perda da espessura e densidade.

Localização das quedas

Outra característica marcante, que diferencia a calvície de outros tipos de queda – como o eflúvio telógeno e a alopecia areata – são os pontos na cabeça em que a queda ocorre.

Em geral, nos homens, os principais locais de queda de origem genética são nas entradas do cabelo e na região da coroa. A depender de cada pessoa, a perda de cabelo pode se concentrar em uma região ou outra, ou mesmo em ambas, chegando ao ponto de se encontrarem no topo da cabeça.

Quando a queda de cabelo é considerada calvície?
Fonte: HairSure

no caso das mulheres, o principal padrão de queda percebido é a rarefação dos fios no topo da cabeça. Em geral, a mulher vai percebendo que, quando parte o cabelo ao meio, a linha que se forma vai se tornando mais ampla e marcada, podendo chegar a apresentar uma exposição bastante acentuada do topo da cabeça.

Quando a queda de cabelo é considerada calvície?
Fonte: SciELO

Além desses sinais, a própria perda progressiva de volume do cabelo, juntamente com a presença cada vez maior de fios pela casa (escova, roupas de cama, ralo do banheiro), também podem indicar a calvície.

Neste artigo do nosso Blog, você confere em detalhes as causas da calvície genética e as melhores formas de tratamento:

Calvície (alopecia androgenética): o que causa e como contornar

Estou ficando careca: o que devo fazer?

Caso os sinais e indícios listados acima estejam presentes no seu caso, o primeiro passo a se tomar é procurar um(a) médico(a) dermatologista, de preferência especialista em tricologia (área que cuida dos problemas do cabelo e couro cabeludo). 

Esse profissional vai realizar uma avaliação individualizada do seu padrão de queda, inclusive com exame de tricoscopia, para investigar em detalhes as características do seu cabelo e couro cabeludo.

A partir dessa análise, o(a) médico(a) vai poder indicar as melhores opções para o seu caso, que podem ser tanto o uso de medicamentos específicos (por via oral e/ou tópico) ou a realização de procedimentos clínicos, inclusive com a aplicação de substâncias e fatores de crescimento.

Estou ficando careca. O que fazer?

Criamos um ebook com nossas melhores dicas e indicações de tratamento para queda de cabelo. Baixe gratuitamente acessando este link.

Tratamento para a calvície é na Clínica Kédima Nassif!

Neste artigo você conheceu os principais sinais que indicam quando a queda de cabelo é considerada calvície, bem como o que fazer se esse for o seu caso.

Viu também que, em um quadro de calvície, o primeiro passo é sempre procurar a avaliação de um(a) dermatologista especializado em tricologia, para obter o diagnóstico correto e a indicação dos melhores tratamentos para o seu quadro.

No caso da calvície de origem genética, o tratamento iniciado precocemente pode fazer toda a diferença, já que, nesse caso, vai ocorrendo uma perda progressiva das células produtoras de cabelo e, a depender do grau de comprometimento, o quadro não pode mais ser revertido.

Se você está em Belo Horizonte ou região, pode contar com toda a estrutura da Clínica Kédima Nassif. Somos especializados em tricologia e dispomos do que há de mais atual em recursos e tratamentos para os diversos problemas capilares.

Agende online o seu atendimento e venha cuidar dos seus cabelos conosco!