Minoxidil: para que serve e quando é indicado?

Queda de cabelo

Minoxidil: para que serve e quando é indicado?

O minoxidil, medicamento administrado tanto em forma de loção (diretamente no couro cabeludo) quanto em comprimidos para tratamento da perda capilar.

A perda capilar faz parte do ciclo natural dos cabelos. Uma pessoa chega a perder 100 fios diariamente, o que é reposto pelo processo de renovação.

Contudo, algumas doenças interferem na saúde capilar, aumentando a quantidade de fios perdidos, além de prejudicar sua reposição.

Pessoas acometidas por condições como a alopecia androgenética (mais de 90% dos casos), alopecia areata e eflúvio telógeno, por exemplo, precisam de tratamentos específicos.

Neste artigo, esclareceremos para que ele serve e quando é indicado.

Acompanhe!

 

Para que serve o minoxidil?

Desenvolvido inicialmente como uma medicação para tratar a pressão alta, o minoxidil passou a ser indicado para combater a queda capilar, após alguns pacientes apresentarem melhora da calvície durante o tratamento para hipertensão.

Após estudos realizados entre as décadas de 1970 e 1980, foi desenvolvido o minoxidil em forma de loção que, apesar de ainda ser vendido em farmácias como antihipertensivo (na dosagem de 10 mg), a prescrição dessa foi praticamente abandonada para essa finalidade inicial, sendo usado agora principalmente como tratamento para a queda de cabelo.

 

Outra importante medicação usada para tratar a calvície é a finasterida. Confira neste artigo tudo sobre ela!

 

Como age o minoxidil?

O Minoxidil estimula o crescimento capilar ao aumentar a circulação sanguínea no local aplicado e prolongando a fase anágena – fase de crescimento dos cabelos. Como resultado, ocorre um engrossamento dos fios e uma maior retenção no couro cabeludo.

O uso do minoxidil geralmente é indicado em conjunto com tratamentos, tanto clínicos – MMP, laser fracionado e LED, luzes de baixa intensidade e a terapia capilar – quanto tratamentos orais, como a finasterida, que age sobre a produção do hormônio DHT, hormônio responsável pela calvície de origem genética.

???? Aqui vale esclarecer um mito: o de que o minoxidil agiria apenas na região da “coroa da cabeça”. Essa informação se disseminou porque os primeiros estudos foram realizados com a aplicação da substância nessa área. Hoje em dia, entende-se que a ação do medicamento se dá em todas as regiões do couro cabeludo em que for aplicada.

 

Você sabia que a calvície não afeta somente pessoas com mais idade? Veja, neste artigo, como se dá a calvície precoce, seus sinais e como tratar!

 

Quando o minoxidil é indicado e como é seu uso?

O minoxidil é indicado para pacientes que ainda não estão com miniaturização do fio avançada ou completa, ou seja, com o couro cabeludo completamente sem pelos.

Por isso, buscar o quanto antes a avaliação de um(a) dermatologista – de preferência especializado(a) em tricologia – é fundamental para obter melhores resultados, já que o momento em que se inicia o tratamento faz toda diferença.

Conheça, a seguir as diferentes apresentações dessa medicação e quando cada uma é indicada:

 

1. Minoxidil tópico

Essa opção da medicação é indicada para ser aplicada no couro cabeludo, visando agir diretamente nas regiões afetadas pela perda capilar.

Para isso, é necessário que a região esteja seca, devendo se fazer uma leve massagem local, para melhor absorção do produto.

A quantidade de aplicações diárias e a dosagem são indicadas pelo dermatologista, de acordo com cada caso. Em geral, os primeiros resultados são percebidos após 3 meses de uso, e a duração do tratamento vai depender da cada da queda capilar, podendo ser temporária ou mesmo permanente, como no caso da calvície genética.

O minoxidil de uso tópico pode ser usado tanto por homens quanto por mulheres.

 

2. Minoxidil em comprimido

Mais recentemente, passou a ser utilizada a versão oral do minoxidil, em forma de comprimidos, sendo uma versão mais prática para os pacientes realizarem o tratamento, uma vez que muitas pessoas se sentem incomodadas com os efeitos do minoxidil tópico, como endurecimento dos fios e ressecamento do couro cabeludo.

Essa variação também pode ser utilizada tanto por homens quanto mulheres, sendo que para elas as doses prescritas costumam ser mais baixas, devido à menor tolerância das mulheres aos possíveis efeitos colaterais, como a hipertricose (crescimento de pelos pelo corpo).

No entanto, quando utilizada nas doses adequadas – sempre prescritas pelo(a) dermatologista – o minoxidil por via oral tem se mostrado bastante seguro.

 

???? Observação: no tratamento com o minoxidil – tanto tópico quanto em comprimido – pode ocorrer uma maior queda de cabelos no início do uso. Porém, essa perda é normal e esses fios tendem a serem repostos com a continuidade do tratamento.

 

Quer aprender a identificar quando é hora de procurar um dermatologista? Acesse este material gratuito e descubra se você está ficando careca!

 

Quais efeitos colaterais do minoxidil e quando ele não é indicado?

Existem cuidados que devem ser tomados ao se usar o minoxidil. Apesar de serem leves e raras essas reações, alguns pacientes podem apresentar sintomas como:

  • Crescimento de pelos em outras partes do corpo.
  • Coceira no couro cabeludo, causada principalmente por alergias.
  • Dores de cabeça.
  • Oleosidade no couro cabeludo.

 

Esses efeitos colaterais, no entanto, podem ser contornados ou minimizados pelo próprio dermatologista, seja orientando mudanças de hábitos diários ou mesmo ajustando a dosagem ou a frequência de uso da medicação.

 

O uso do minoxidil não é indicado para pacientes:

  • Grávidas ou em fase de amamentação.
  • Com insuficiência cardíaca sintomática.
  • Com alergias ou sensibilidade a qualquer componente da fórmula.
  • Pacientes com pressão arterial baixa, especialmente na medicação oral.

 

Tem percebido uma queda maior dos fios e o risco da calvície tem te preocupado? Então baixe gratuitamente nosso eBook e conheça as melhores opções de tratamento! Acesse neste link ou na imagem abaixo:

Estou ficando careca: o que fazer?

Tratamento para queda de cabelo: Clínica Kédima Nassif

Como vimos neste artigo, o minoxidil pode ser um importante aliado no tratamento para a queda de cabelo de diferentes causas, porém precisa ser prescrita pelo(a) dermatologista, de acordo com as características do seu caso específico.

Nesse sentido, não deixe de buscar auxílio profissional o quanto antes, já que o fator tempo faz toda diferença nos resultados do tratamento.

Caso você esteja em Belo Horizonte ou região e queira oferecer a si mesmo um acompanhamento dermatológico de excelência, considere a Clínica Kédima Nassif como sua opção!

Localizada em bairro estratégico de BH, oferecemos a nossos pacientes um ambiente elegante, acolhedor e confortável, além de uma estrutura completa, com tudo o que você precisa para dar aos seus cabelos – e ao seu corpo – os melhores cuidados.

O espaço conta com um time de profissionais especializados e experientes, prontos para prestar um atendimento multidisciplinar de pele, corpo e cabelo.

E como a tricologia é a nossa especialidade, esteja certo de que seus problemas capilares serão tratados com o que há de melhor disponível hoje.

 

QUERO AGENDAR MEU ATENDIMENTO!

 

Para ter acesso a mais dicas sobre como cuidar melhor do seu cabelo e da sua beleza, não deixe de seguir nosso perfil no Instagram.