DICAS

Cuidados pós-verão: é hora de recuperar a pele!

O outono finalmente chegou, trazendo aquele friozinho bom. 

E é aí que começamos a notar as consequências do verão em nossas peles. Como o contato com o sol, mar, piscina e até mesmo o suor, podem influenciar na nossa aparência e saúde.

Neste artigo, abordaremos as principais “doenças do verão”, como recuperar sua pele e deixá-la mais protegida. 

Boa leitura!

Doenças de pele mais comuns no verão e como se prevenir

A junção entre calor, umidade e pele mais exposta, podem propiciar o surgimento de doenças. Conheça as principais:

1. Acne solar

A acne solar é uma inflamação ocasionada pelo excesso de oleosidade da pele, combinada a exposição em demasia aos raios de sol. 

Com a exposição ao sol, a pele tende a ficar mais ressecada. A partir daí, o corpo tenta compensar a ausência de hidratação produzindo mais sebo. Esse efeito rebote propicia o surgimento da acne solar.

Para prevenção, nosso maior aliado é, sem dúvidas, o filtro solar, que ajuda a proteger o corpo e o rosto dos efeitos nocivos da radiação, entretanto, cuidado com a textura do filtro solar, uma vez que os mais oleosos agravam o problema.

2. Manchas escuras

As manchas escuras podem ser sardas, melanoses solares, melasma e fitofotodermatose. Elas aparecem na pele por conta da falta de proteção adequada. 

As sardas são pequenas manchas que surgem normalmente em quem possui predisposição genética e sensibilidade ao sol. Elas podem aparecer na coloração marrom clara ou avermelhada.

A melanose, também conhecida por manchas senis, são manchas marrons escuras e arredondadas que costumam surgir após os 40 anos de idade. São mais frequentes no rosto, dorso das mãos e dos braços, colo e ombros, variando de milímetros a alguns centímetros de diâmetro. O melasma tem um cunho hormonal, é mais comum nas mulheres e tem um aspecto de rede. 

Já as manchas da fitofotodermatose, surgem devido ao processo inflamatório da pele e exposição solar após contato com determinadas substâncias (principalmente de algumas frutas cítricas). Elas ocorrem geralmente nas primeiras 24 horas após o contato e podem demorar semanas ou meses para desaparecer

3. Manchas brancas

As manchas brancas podem ser sintoma de leucodermia solar, mas também são um sinal comum em casos de psoríase, hanseníase, vitiligo, micoses e líquens.

Por isso, quando surge uma mancha na pele deve-se observar o seu tamanho e onde está localizada. Caso existam outros sintomas como, coceira, pele seca ou descamação da pele, deve-se marcar imediatamente uma consulta dermatológica para identificar a causa correta, e então iniciar o tratamento mais apropriado.

As manchas brancas aparecem quando há ação acumulativa da radiação solar de forma prolongada e repetida ao longo da vida.

A leucodermia solar, conhecida popularmente como sarda branca, são manchas esbranquiçadas nas áreas expostas ao sol, principalmente nos antebraços e pernas, causadas pela diminuição da melanina.

4. Poros dilatados

Os poros são pequenas aberturas na pele por onde saem os pelos, assim como o nosso suor e oleosidade. Só no rosto, existem cerca de 300 mil poros, que, com o envelhecimento, a flacidez e os excessos de oleosidade e suor, acabam se dilatando.

Leia também:

Como retardar o envelhecimento da pele?

Esse quadro não apresenta grandes riscos à saúde, mas acaba incomodando muitas pessoas por conta do aspecto visual.

Quando ficamos expostos ao sol, o excesso de calor estimula a glândula sebácea a produzir mais sebo, o que pode deixar os poros ainda mais dilatados.

5. Melasma

O melasma são manchas amarronzadas que surgem devido à falta de proteção da pele durante a exposição ao sol. 

Os raios UVA e UVB acabam estimulando as células com mais melanina, que produzem mais pigmentos, ocasionando o surgimento do melasma. Nesse caso, uma boa saída é procurar procedimentos estéticos que ajudem na renovação celular, como o Laser não-ablativo Lavieen e o MMP. Além de lasers específicos para a quebra e destruição do pigmento, como o Laser Q-Switched, que é específico para tratar o problema. 

O melasma também está associado ao hormônio feminino, acometendo quem faz uso de anticoncepcionais, gestantes e quem tem predisposição genética. 

Principais cuidados com a pele pós-verão

Para chegar ao próximo verão com a pele linda, além de prevenir-se quanto ao surgimento de manchas pós-sol, existem cuidados que você pode começar a partir de hoje. São eles:

1. Protetor Solar

O uso do protetor solar deve ser realizado em todas as estações do ano

Os raios UVA e UVB nos atingem mesmo em dias nublados e ajudam a degradar as células da pele. Procure produtos com fator acima de FPS 30

Vale lembrar que é importante prestar atenção no fator PPD (persistent pigment darkening), que nos protege do efeito dos raios UVA e deve ter pelo menos ⅓  do fator FPS.

E para garantir a eficácia completa do filtro solar, é preciso reaplica-lo a cada 2 ou 3 horas.

2. Boa rotina de cuidados com a pele

É muito importante higienizar bem a pele, principalmente em tempos mais secos. A falta de hidratação pode levar a irritações, descamações e manchas. Além disso, o ressecamento da pele ajuda na redução da produção de colágeno e elastina, responsáveis pela manutenção da jovialidade da pele. Por isso, investir na hidratação é vital aqui! Procure cremes hidratantes, com antioxidantes e vitamina C, por exemplo. 

Caso precise de um boost de hidratação, você pode experimentar tratamentos estéticos, como o Skinbooster tratamento injetável que utiliza o ácido hialurônico para promover uma hidratação profunda na pele.  

Leia também:

7 exageros nos cuidados com a pele e cabelos que podem arruinar a beleza

3. Alimentação

O que você come pode ser a fonte perfeita para que o corpo se mantenha hidratado. Então, fuja dos enlatados e embutidos, que possuem grandes taxas de sódio! 

Procure adicionar na sua rotina couve, maçã, mamão, agrião, melão, melancia, caju entre outras frutas que ajudam a repor a hidratação.

4. Banhos 

Cuidado com os banhos quentes! Procure reduzir a temperatura da água, utilize menos sabonete (ou dê preferência aos neutros) e não dispense a hidratação corporal após o banho. E se você tem a pele oleosa, é melhor usar produtos oil free

Além disso, evite esfoliações com materiais muito abrasivos! Para evitar feridas, uma boa experiência é testar o Peeling —  principalmente agora que o verão chegou ao fim — que ajuda na renovação celular e a retirar camadas superficiais de pele morta. 

Sentindo que envelheceu nesta pandemia? Saiba que existem motivos para isso! Baixe este material e descubra como recuperar a sua pele

Cuidados pós-verão: é hora de recuperar a pele

Recupere a sua pele na Clínica Kedima Nassif

E chegamos ao fim de mais um artigo. Esperamos que tenha gostado e, em caso de alguma dúvida, fique à vontade para entrar em contato ou deixar um comentário no nosso perfil do Instagram.

Se você quer recuperar as agressões à pele, a Clínica Kédima Nassif é o seu lugar. 

Oferecemos tecnologia de ponta e serviço personalizado, sempre nos preocupando com o bem-estar de nossos(as) pacientes, pois acreditamos que beleza e saúde andam juntas, e que existem diversas maneiras seguras de proporcionar a você sua melhor versão.

Não perca tempo! Fale com um de nossos atendentes e marque hoje mesmo uma avaliação: 

QUERO AGENDAR UMA CONSULTA


[fbcomments count="off" num="3" countmsg="wonderful comments!"]