DOENÇAS

Alopécia Frontal

A doença: a Alopécia Frontal Fibrosante é uma doença capilar que causa a perda de cabelos e gera uma cicatriz no folículo piloso, tornando-se irreversível. Inicialmente descrita em 1994 por Kossard, a incidência da AFF vem crescendo a cada ano. Essa condição acomete principalmente os pelos finos do rosto e da linha de implantação dos cabelos, provocando a sensação de alargamento da testa conforme a doença progride.
Apesar de não ter suas causas completamente compreendidas, acredita-se que haja a reação das células de defesa do nosso próprio organismo, que passam a reconhecer o pelo como um elemento estranho no corpo. Há assim uma inflamação em torno do pelo, causando uma cicatriz no local e impedindo o nascimento de um novo fio.

Como tratar? Podem ser descritas opções de tratamento como os imunossupressores; substâncias capazes de diminuir a inflamação ao redor do fio, como a doxiciclina e hidroxicloroquina; antiandrogênicos; corticoide intralesional, entre outros. É fundamental o diagnóstico correto e precoce da doença, já que os pelos que caem não nascem novamente.

TRATAMENTOS RELACIONADOS:

Tricoscopia

SAIBA MAIS +

Corticóide Intralesional

SAIBA MAIS +