BLOG

DERMATOLOGIA

“Por que o meu cabelo não cresce?” Entenda como funciona o ciclo capilar e os motivos da queda capilar

A queda dos cabelos é uma das principais queixas de homens e mulheres em consultório dermatológico. São vários os fatores relacionados ao crescimento e à queda dos fios. De forma geral, podemos dizer que as principais causas da queda capilar incluem fatores:

-> Genéticos: já nascemos com a predisposição genética que determina características, como tendência a ter fios mais finos, ralos e com maior chance de doenças capilares como a alopecia;

-> Hormonais: a ação dos hormônios influencia diretamente no bom funcionamento do organismo e qualquer alteração pode refletir na pele e nos cabelos;

-> Nutricionais: Deficiências nutricionais: a falta de nutrientes como zinco, cobre e ferro pode ser a causa ou ter relação com a queda capilar e o afinamento dos fios;

-> E pontuais, como a oleosidade excessiva: a oleosidade do couro cabeludo, quando está em excesso, pode provocar inflamações que levam à queda dos fios;

 

Como funciona o Ciclo Capilar?

Os cabelos têm um ciclo de vida definido geneticamente, você sabia? O chamado ciclo dos cabelos ou ciclo capilar é dividido em 3 fases, Anágena, Catágena e Telógena:

 

1) Fase Anágena: fase de crescimento do fio. Tem uma duração média de 2 anos em homens e de 3 a 5 anos em mulheres. Depois desse período, os cabelos se programam para se renovar.   

2) Fase Catágena: os fios se programam automaticamente para parar de crescer e entrar em fase final de crescimento.  

3) Fase Telógena: última fase do ciclo, quando os fios começam a se soltar do couro cabeludo, processo que demora em torno de 3 meses. É importante dizer que, toda vez que um cabelo cai, existe um novo nascendo no seu lugar.  

Esse ciclo mostra que todos os dias alguns cabelos caem, mas voltam a crescer por um processo natural.

 

Por que meus cabelos não crescem?

Você sabia que o comprimento dos cabelos é uma característica pré-determinada geneticamente? Sim, o tamanho dos fios de cada indivíduo é determinado pelo tempo em que ele permanece na fase anágena, ou seja, de crescimento, senso isto uma característica herdada geneticamente. Assim, existem pessoas que têm, naturalmente, maior facilidade para ter cabelos compridos, enquanto alguns indivíduos sentem o crescimento mais lento dos fios.

No entanto, é importante dizer que isso não significa que algumas pessoas estão fadadas a ter cabelo curto para sempre. Atualmente, existem inúmeras opções de tratamentos que ajudam a estimular os folículos pilosos a entrarem ou permanecerem por mais tempo na fase anágena, potencializando o crescimento dos fios.

 

A consulta com um especialista é fundamental para orientar quais são os melhores procedimentos em cada caso. Algumas técnicas que podem estimular o crescimento e fortalecimento dos fios são:

 

  1. A Mesoterapia Capilar: o procedimento visa aplicar diretamente no couro cabeludo, as substâncias, medicamentos e ativos específicos para o tratamento da queixa capilar, potencializando os resultados e estimulando o crescimento dos folículos pilosos;

 

  1. A aplicação do LED Capilar : abreviação de “Diodo Emissor de Luz”, o LED atua pela chamada #fotobioestimulação , em que o metabolismo das células do bulbo capilar é estimulado, aumentando o tempo de crescimento dos fios, reduzindo as possíveis inflamações na região e melhorando a circulação sanguínea local.

 

  1. E o MMP®: a Microinfusão de Medicamentos na Pele, assim como a Mesoterapia, visa depositar, de forma estratégica, eficaz e profunda, ativos específicos na área tratada. O MMP Capilar é realizado por meio de um equipamento com micro agulhas, que penetram suavemente e de forma controlada na pele do couro cabeludo.